quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

A Educação na Constituição Federal de 1988

Passamos por muitas mudanças em nossas leis que foram criadas e modificadas para um melhor atendimento às pessoas com necessidades educacionais especiais.
Ao falar em direitos, não poderíamos deixar de demarcar a importância da luta pela universalização do ensino, visando a qualificação e possibilidade de acesso e permanência de todos os sujeitos que compartilham o cotidiano da escola.
Nossa Constituição Federal de 1988 tem como princípios fundamentais a cidadania e a dignidade da pessoa humana (art. 1º, inc. II e III), e como objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil a construção de uma sociedade livre, justa e solidária, além de promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação (art. 3º, inc. I e IV).
Garante também o direito à igualdade (art. 5º), além de tratar no artigo 205 o direito à educação, destacando o direito a todos e dever do Estado e da família, visando o “pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho”.
A Constituição garante o direito à educação e o acesso a Escola. Uma escola reconhecida pelos órgãos oficiais, atendendo aos princípios constitucionais, sem excluir nenhuma pessoa seja em razão a sua origem, raça, sexo, cor, idade, deficiência ou falta dela.
Art. 208 – O dever do Estado com a educação será efetivado mediante a garantia de:
III – atendimento educacional especializado aos portadores de deficiência, preferencialmente na rede regular de ensino; (Constituição Federal, 1988, p. 138.)

O advérbio “preferencialmente” citado acima refere-se ao “Atendimento Educacional Especializado” indicado para melhor suprir e atender as necessidades e especificidades dos alunos com deficiência. Ele inclui instrumentos e diversas possibilidades que são necessários para que essas pessoas com deficiência possam se relacionar melhor, por exemplo, ensino do código braile, da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), o uso e recursos e ferramentas tecnológicas, além de linguagens que precisam estar disponíveis nas escolas comuns para que os alunos com ou sem deficiência possam ter um atendimento de qualidade.
A Constituição admite que o Atendimento Educacional Especializado (AEE) pode ser oferecido também fora da rede regular de ensino, em outros estabelecimentos, como um complemento e não um substitutivo da escolarização ministrada na rede regular para todos os alunos.
Os dispositivos legais bastariam para o acesso de qualquer pessoa com deficiência à mesma sala de aula com outros alunos sem deficiência. Alguns tratamentos diferenciados são tratados como um tratamento discriminatório, como por exemplo, a quotas em vestibulares, à forma de remuneração dos servidores públicos, entre outros. Entretanto, o tratamento diferenciado que tratamos aqui e que não preocupa a muitos é a Educação Especial ou Atendimento Educacional Especializado para pessoas com deficiência.
O compromisso com a qualidade na educação e na formação do cidadão com deficiência exige uma prática educacional voltada à compreensão da realidade social, a mediação qualificada dos educadores, dos direitos e das responsabilidades em relação à sua vida pessoal, social.

As questões da ética, da estética, da pluralidade do conhecimento, da cultura e da socialização, devem ser amplamente observadas e trabalhadas pelo educador dentro de um ambiente que inspire a mútua confiança, a mediação de conhecimentos, a apropriação de saberes e fazeres, a troca de informações e o compartilhar experiências, a liberdade e a independência.

Isto não quer dizer e nem significa que a escola necessita criar disciplina específica para a formação educacional da pessoa com deficiência, basta que a organização escolar incorpore em seus objetivos e conteúdos, o conhecimento e os conceitos básicos sobre deficiência, o "direito e a igualdade de oportunidades", o "exercício da cidadania", enfim, saber que o aluno com deficiência igualmente aos demais é sujeito de direitos e dever.

Assim, a Educação Inclusiva pode ser definida como um processo que aumenta a participação de todos os estudantes nas instituições de ensino regular. É um ato humano, democrático, que percebe o sujeito e suas singularidades, tendo como objetivo o crescimento, a satisfação pessoal e a inserção social de todos.
A exclusão escolar se manifesta das piores maneiras possíveis e quase sempre quem acaba se prejudicando são aqueles que desconhecem os padrões do saber escolar. Os que ignoram o conhecimento que a escola valoriza acabam sendo excluídos. Por isso, a inclusão não atinge apenas alunos com deficiência e os que apresentam dificuldades de aprender, mas todos os demais, para que obtenham sucesso em sua vida educacional.
A escola formal foca em uma racionalidade e se separa em modalidades de ensino, tipos de serviço, grades curriculares.
Mantoan afirma que (2003), “[...] ocorre que, saibamos ou não, estamos sempre agindo, pensando, propondo, refazendo, aprimorando, retificando, excluindo, ampliando segundo os paradigmas”. Diante disso, a discussão em torno da integração e da inclusão cria ainda muitas polêmicas e não podemos aceitar as medidas excludentes tomadas pela escola ao se deparar com as diferenças. Não se pode negar que essas medidas existem e permanecem, mesmo com todo o reconhecimento pela luta de que todos temos direitos. As escolas devem ser instituições totalmente abertas aos alunos, logo, inclusivas.
[...] É a escola que tem de mudar, e não os alunos, para terem direito a ela! O direito à educação é indisponível, [...] sem discriminações, sem ensino à parte para os mais e para os menos privilegiados. (MONTOAN, 2003, p. 8, v.16)

Diante do ponto de vista da autora, a inclusão vem do fato de exigir uma mudança de paradigma educacional. Os sistemas escolares permitem dividir os alunos em normais e deficientes, modalidades de ensino regular e especial, os professores em especialistas nesta e naquela disciplina. Esse tipo de organização acaba interferindo quando se pretende produzir a mudança que a inclusão propõe. Partindo deste princípio a inclusão propõe uma saída para que a escola possa prosseguir, onde todos participem da sua ação formadora.
A tendência atual da educação especial, em todo o mundo é manter na escola comum o maior número possível de crianças com deficiência. Aquelas que podem ser educadas num programa regular de ensino, com serviços suplementares e complementares. As modificações em nossas leis têm acontecido para que haja mudança e melhora no atendimento dessas crianças no ensino regular.

REFERÊNCIAS

BRASIL. Constituição, 1988.
FÁVERO, Eugênia Augusta Gonzaga.; PANTOJA, Luísa de Marillac P.; MANTOAN, Maria Teresa Eglér. Atendimento Educacional Especializado: Aspectos Legais e Orientações Pedagógicas. São Paulo: MEC/SEESP, 2007.
MANTOAN, Maria Teresa Eglér. Inclusão Escolar: O que é? Por que? Como fazer?. São Paulo: Moderna, 2003.


quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Deus de Amor

"Tantas lutas, tantas dores
Num deserto pareço estar
Mas te entrego os meus temores
Sei que em Ti, Senhor, posso confiar
Quero trazer à memória aquilo que me dá esperança
Quero trazer à memória aquilo que me dá esperança
Como é bom poder pertencer a um Deus de amor
Como é bom poder confiar em tua fidelidade
Eu descanso em Ti, eu espero em Ti
Eu te adoro, Deus de amor
Em Ti eu posso me alegrar
Com ousadia declarar
O Deus a quem eu sirvo
Nunca falhou e não falhará
Como é bom poder pertencer a um Deus de amor
Como é bom poder confiar em tua fidelidade
Eu descanso em Ti, eu espero em Ti"
(Diante do Trono)


quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Estudo Errado


"Eu tô aqui Pra quê?
Será que é pra aprender?
Ou será que é pra sentar, me acomodar e obedecer?
Tô tentando passar de ano pro meu pai não me bater
Sem recreio de saco cheio porque eu não fiz o dever
A professora já tá de marcação porque sempre me pega
Disfarçando, espiando, colando toda prova dos colegas
E ela esfrega na minha cara um zero bem redondo
E quando chega o boletim lá em casa eu me escondo
Eu quero jogar botão, vídeo-game, bola de gude
Mas meus pais só querem que eu "vá pra aula!" e "estude!"
Então dessa vez eu vou estudar até decorar cumpádi
Pra me dar bem e minha mãe deixar ficar acordado até mais tarde
Ou quem sabe aumentar minha mesada
Pra eu comprar mais revistinha (do Cascão?)
Não. De mulher pelada
A diversão é limitada e o meu pai não tem tempo pra nada
E a entrada no cinema é censurada (vai pra casa pirralhada!)
A rua é perigosa então eu vejo televisão
(Tá lá mais um corpo estendido no chão)
Na hora do jornal eu desligo porque eu nem sei nem o que é inflação
- Ué não te ensinaram?
- Não. A maioria das matérias que eles dão eu acho inútil
Em vão, pouco interessantes, eu fico pu..
Tô cansado de estudar, de madrugar, que sacrilégio
(Vai pro colégio!!)
Então eu fui relendo tudo até a prova começar
Voltei louco pra contar:
Manhê! Tirei um dez na prova
Me dei bem tirei um cem e eu quero ver quem me reprova
Decorei toda lição
Não errei nenhuma questão
Não aprendi nada de bom
Mas tirei dez (boa filhão!)
Quase tudo que aprendi, amanhã eu já esqueci
Decorei, copiei, memorizei, mas não entendi
Quase tudo que aprendi, amanhã eu já esqueci
Decorei, copiei, memorizei, mas não entendi
Decoreba: esse é o método de ensino
Eles me tratam como ameba e assim eu não raciocino
Não aprendo as causas e conseqüências só decoro os fatos
Desse jeito até história fica chato
Mas os velhos me disseram que o "porque" é o segredo
Então quando eu num entendo nada, eu levanto o dedo
Porque eu quero usar a mente pra ficar inteligente
Eu sei que ainda não sou gente grande, mas eu já sou gente
E sei que o estudo é uma coisa boa
O problema é que sem motivação a gente enjoa
O sistema bota um monte de abobrinha no programa
Mas pra aprender a ser um ingonorante (...)
Ah, um ignorante, por mim eu nem saía da minha cama (Ah, deixa eu dormir)
Eu gosto dos professores e eu preciso de um mestre
Mas eu prefiro que eles me ensinem alguma coisa que preste
- O que é corrupção? Pra que serve um deputado?
Não me diga que o Brasil foi descoberto por acaso!
Ou que a minhoca é hermafrodita
Ou sobre a tênia solitária.
Não me faça decorar as capitanias hereditárias!! (...)
Vamos fugir dessa jaula!
"Hoje eu tô feliz" (matou o presidente?)
Não. A aula
Matei a aula porque num dava
Eu não agüentava mais
E fui escutar o Pensador escondido dos meus pais
Mas se eles fossem da minha idade eles entenderiam
(Esse num é o valor que um aluno merecia!)
Íííh... Sujô (Hein?)
O inspetor!
(Acabou a farra, já pra sala do coordenador!)
Achei que ia ser suspenso mas era só pra conversar
E me disseram que a escola era meu segundo lar
E é verdade, eu aprendo muita coisa realmente
Faço amigos, conheço gente, mas não quero estudar pra sempre!
Então eu vou passar de ano
Não tenho outra saída
Mas o ideal é que a escola me prepare pra vida
Discutindo e ensinando os problemas atuais
E não me dando as mesmas aulas que eles deram pros meus pais
Com matérias das quais eles não lembram mais nada
E quando eu tiro dez é sempre a mesma palhaçada
Refrão
Encarem as crianças com mais seriedade
Pois na escola é onde formamos nossa personalidade
Vocês tratam a educação como um negócio onde a ganância, a exploração, e a indiferença são sócios
Quem devia lucrar só é prejudicado
Assim vocês vão criar uma geração de revoltados
Tá tudo errado e eu já tou de saco cheio
Agora me dá minha bola e deixa eu ir embora pro recreio...
Juquinha você tá falando demais assim eu vou ter que lhe deixar sem recreio!
Mas é só a verdade professora!
Eu sei, mas colabora se não eu perco o meu emprego."
(Gabriel O Pensador)


quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Decidi confiar


"A vida é cheia de perguntas que eu não posso responder
Há tantas coisas que acontecem que nem sempre entendo o porque
Sentimentos de temores sobre mim
Aflições que mais parecem não ter fim
Surpresas de um caminho que ainda não trilhei
No meio dessa tempestade pude então ouvir a Tua voz
Que veio como uma brisa sussurrando em meu coração
Acalmando minhas dores, emoções
Dissipando tempestades, furacões,
Escolhi descansar em Ti
De uma coisa eu sei, decidi confiar, o invisível por certo se revelará
Então verei o que Deus preparou para mim
Nem olhos viram, ouvidos ouviram,
Nem homem nenhum conseguiu decifrar
O que Deus faz na vida de um justo que em oração
Clama ao pai." (Bruna Karla)

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Confiar em Ti


"Eu não tenho nada mais a temer
Eu não tenho por que não avançar
Com meu Deus tenho aprendido a romper,
Orar, esperar
O momento certo pra Deus agir
Não é o que eu escolhi
Nem sempre o que eu desejo é o melhor pra mim
Às vezes, ouço não
Às vezes, ouço sim
Mas tudo que importa
É que Deus não desistiu de mim
Tudo que importa é que Deus
Não desistiu de mim.
Eu prefiro confiar em Ti, Senhor
Eu prefiro descansar ao Teu lado
Porque mesmo que os meus pais se esqueçam de mim
Jamais serei por Ti desprezado
Eu prefiro confiar em ti, Senhor
Eu prefiro acreditar nos Teus sonhos
Porque tudo o que eu desejo
Jamais se igualará
Ao que Tens preparado para mim, Senhor
Eu prefiro confiar em Ti." (Bruna Karla)

sábado, 6 de agosto de 2011

O que na verdade somos


"Não há mais segredos pra esconder
Por que complicar a verdade?
Que adianta apontar o caminho
E seguir outra direção?
Quando mundo tenta nos enxergar,
Será que vê o que realmente somos?
Pra falar do amor
Tenho que aprender a repartir o pão
Chorar com os que choram
Me alegrar com os que cantam
Senão ninguém vai me ouvir...
Se a verdade é tão simples, onde erramos?
Ou o que deixamos de fazer?
Se não há mais segredos,
Por que complicamos?
Poucos entendem a verdade!
Pra fazer diferença não basta ser diferente
De que modo eu mudo a história?
Com discurso ou com ação?
Pra falar do amor,
tenho que aprender a repartir o pão
Chorar com os que choram
Me alegrar com os que cantam
Ninguém vai me ouvir sem amor...
O que na verdade somos?
O que você vê quando me vê?
Se o mundo ainda é mau
O culpado está diante do espelho!
O que na verdade somos?
O que você vê quando me vê?
Pra que serve a luz que não acende?
Não ilumina a escuridão" (Fruto Sagrado)

domingo, 10 de julho de 2011

Palácios

Não se acende a luz do Sol
Nos 220 voltz dos palácios de Brasília
Não se acende a luz do Sol
Com as chaves de um carro conversível do ano
Não se acende a luz do Sol
Com a ponta de um cigarro, um baseado, coisa assim
Pra que medir força com o Sol da Justiça
Pra que querer brilhar mais que a Estrela da Manhã 
Pra que combater o Bem com o Mal
De que lado você está?
De que lado você está?
De que lado você quer ficar?
De que lado você quer ficar?
Onde está a honra dos orgulhosos?
A sabedoria mora com gente humilde


Liberdade...
(Rebanhão)



quinta-feira, 23 de junho de 2011

Esperança

"Quando estou só
E o choro parece querer chegar
E um sentimento de temor
Como será
O amanhã que eu não vejo
E quer me assustar
Oh meu Deus ajuda-me a confiar!
Quando os sonhos se frustram
Ou parecem não se realizar
Quando as forças se acabam
Tudo o que sei
É te adorar
Quando as feridas
Do meu coração não querem sarar
E me atrapalham a visão
Tuas promessas
São tão grandes e as lutas
Querem me esmagar
Oh meu Deus ajuda-me a avançar!
Quando os sonhos se frustram
Ou parecem não se realizar
Quando as forças se acbam
Tudo o que sei é te adorar
Tua presença
Me aquieta a alma
E me fz ninar
Como um bebê que não precisa
Se preocupar
A minha vida escondida
Em Tuas mãos está
Oh meu Deus em Ti eu posso descansar!
A esperança renasce
E a certeza de que perto está
Tua paz me invade
Pois tudo o que sei é te adorar!
Pois tudo o que sei é te adorar!
É te adorar" (Igreja Batista da Lagoinha)

domingo, 19 de junho de 2011

Quando me amei de verdade.....

"Compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato.
E então, pude relaxar. Hoje sei que isso tem nome.... Auto-estima.
Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades. Hoje sei que isso é.... Autenticidade.
Quando me amei de verdade, parei de desejar que minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento. Hoje chamo isso de... Amadurecimento.
Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo. Hoje sei que o nome disso é... Respeito.
Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável. Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo. Hoje sei que se chama... Amor-próprio.
Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre, desisti de fazer grandes planos e abandonei os projetos megalômanos de futuro. Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo. Hoje sei que isso é.... Simplicidade.
Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei menos vezes. Hoje descobri a... Humildade.
Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece. Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é... Plenitude.
Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada. Tudo isso é... Saber viver!!"
 (Charles Chaplin)


terça-feira, 14 de junho de 2011

Direcione seu olhar

"Quando estiver em dificuldade e pensar em desistir,
OLHE PARA TRÁS
e lembre-se dos obstáculos que já superou.


Se tropeçar e cair, levante.
Não fique prostrado,
OLHE PARA FRENTE
e esqueça o passado.


Ao sentir-se orgulhoso
por alguma realização pessoal,
OLHE PARA DENTRO
e sonde suas motivações.


Antes que o egoísmo o domine,
enquanto seu coração é sensível
OLHE PARA OS LADOS
e socorra os que te cercam.


Na escalada rumo às altas posições,
no afã de concretizar seus sonhos,
OLHE PARA BAIXO
e observe se não está pisando em alguém.


Em todos os momentos da vida,
seja qual for sua atividade,
OLHE PARA CIMA
e busque a aprovação de Deus."


(Charles Chaplin)



domingo, 29 de maio de 2011

Deficiência e deficiências

"Quando se fala que alguém é deficiente é preciso saber: deficiente em quê? É deficiente em não ter uma boa mente para matemática, mas não é deficiente na hora de fazer um tipo de trabalho. Ou seja, são deficiências sob quais parâmetros?"  Dr. Jesús Flórez
(Ninguém mais será bonzinho na sociedade inclusiva - Claudia Werneck)

domingo, 24 de abril de 2011

Incluir é humanizar caminhos

" [...]
Todos têm pressa, muita pressa. Uma pressa louca de viver, de trabalhar, de saber mais, de alcançar objetivos, de ter, de realizar, de amar e de ser amado, de preferência sendo feliz antes de envelhecer. O tempo é pouco.
A vida nas grandes cidades pode ser comparada a uma enorme avenida. E a maioria da população anda bem nessa avenida. Automóveis e outros veículos dividem as pistas em alta velocidade. Aparentemente não há regras. Ninguém para. Nas ruas vicinais, que levam até a grande avenida, carros tentam em vão superar o cruzamento e entrar nela. São pessoas que também têm pressa, compromissos, objetivos. Reclamam, buzinam, nada adianta. Prejudicam-se muito. Nem sinais, pistas de ultrapassagem ou de acostamento. Só consegue entrar na avenida principal quem tem muita sorte, é extremamente hábil na direção ou está desesperado a ponto de cometer uma loucura, arriscando até a vida. É o caos.
A grande avenida tem uma particularidade. Vai se ramificando. As ramificações desembocam justamente nas tais ruelas transversais. Não há outra saída. Assim, quem está na avenida hoje vai estar nas ruas vicinais amanhã.
Para ir adiante, só há uma alternativa. Instituir nova ordem nessa enorme avenida. Mais que isso, será preciso reformular a concepção de avenida. Quem sabe começando por algo aparentemente simples, como a colocação de sinais? Que ninguém se iluda. Com tanta pressa, a maioria dos motoristas rejeitará de imediato a ideia. Como andar mais devagar a partir de agora? Reformular tudo? Quem paga o prejuízo? Além da parada obrigatória nos sinais, a avenida deverá ter pistas para quem precisar andar mais devagar sem ser amaldiçoado pelos motoristas que por tanto tempo se acostumaram a ter a rua principal só para eles.
No início vai ser difícil. Até os apressadinhos perceberem que os benefícios das mudanças virão para todos. Nesse dia, vai ser uma festa. Aí, sim, estaremos a caminho da avenida, digo, da sociedade inclusiva."
(Ninguém mais vai ser bonzinho na sociedade inclusiva - Claudia Werneck)



sexta-feira, 22 de abril de 2011

Nunca é tarde

"Amor, meu grande amor
Não consigo mais ficar um dia
Sem te abraçar
E já não importa quem errou
Eu não vou me defender, nem te acusar
Pra que brigar?
Se a gente se uniu pra ser um
E o nosso interesse é o mesmo
Agradar a Deus
Eu não tenho que lutar contra você
O meu inimigo é outro,
Então eu decidi ceder
Nunca é tarde pra pedir perdão
Nunca é tarde pra reconhecer
Que o erro foi meu
Nunca é tarde pra dormir em paz
E abrir mão da razão
Porque assim, só assim
Deus vai ouvir a nossa oração."
(Eyshila - Nunca é tarde)

terça-feira, 19 de abril de 2011

Você é tudo que um dia eu pedi para Deus


"Meus olhos se viram nos seus
O meu coração se prendeu em você
Só em você, senti que era amor
E era pra valer, eu sei
Você é tudo que um dia eu
Pedi para Deus, só para Deus
Você é Tudo que um dia pedi,
Pedi para Deus
Não estamos sozinhos
Somos um só no amor do Senhor
E o amor do Senhor, será para sempre
Viverá eternamente dentro de nós
Você é tudo que um dia pedi
Pedi para Deus
Só para Deus
Você é tudo que um dia eu pedi
Pedi para Deus
Amar é olhar pra dentro de si mesmo e dizer:
Eu quero!
É viver intensamente
É sonhar com uma gota de realidade
E realizar uma gota deste sonho
É estar presente até na ausência
Amar é ter em quem pensar
É ser só de alguém e nunca deixar este alguém só
É pensar em você tão alto a ponto de você escutar
Amar é ir até a morte
É acordar para a realidade de um sonho
É vencer através do silêncio
Amar é dar aristia ao coração
É sonhar o sonho de quem sonha com você
É sentir saudades
É chegar perto na distância
É andar a procura de um encontro
Amar é a força da razão
É quando os momentos são eternos
Amar é ser adulto e se sentir criança
É viver a vida em versos e inversos
É a maior experiência na vida de um homem.
Mas acima de tudo é crer em Deus
Porque Deus é amor.
E você é tudo que um dia eu pedi para Deus."
(Marina de Oliveira)

sábado, 9 de abril de 2011

É só chamar

"Sou alguém
Que te viu caminhar pelas ruas da vida sem paz, sem amor, sem perdão
Já perdeu a unção que um dia recebeu
Pra curar, libertar os cativos, trazer solução, alegria, direção
Mas não é o fim
Nada se perdeu
Deus tocou em mim
Eu vou orar por você.


Quando você precisar de alguém pra conversar
Pode contar comigo, desabafar
Eu só quero o teu bem, eu só quero ajudar
Pela tua vitória irmão eu vou orar
É só chamar."
(É só chamar - Aline Barros)

quarta-feira, 9 de março de 2011

Momentos

"Há momentos na vida em que sentimos tanto a falta de alguém que o que mais queremos é tirar esta pessoa de nossos sonhos e abraça-la.
Sonhe com aquilo que quiser. Seja aquilo que você quer ser, porque você possui apenas uma vida e nela só tem uma chance de fazer aquilo que se quer.
Tenha felicidade bastante para fazê-la doce. 
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.
As pessoas mais felizes não tem as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos.
A felicidade aparece para aqueles que choram, para aqueles que se machucam, para aqueles que buscam e tentam sempre e para aqueles que reconhecem a importância das pessoas que passam por suas vidas.
O futuro mais brilhante é baseado num passado intensamente vivido.
Você só terá sucesso na vida quando perdoar os erros e as decepções do passado.
A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar, porque um belo dia se morre."
(Clarice Lispector)



sábado, 26 de fevereiro de 2011

Aprendi...

"Que duas pessoas discutindo, não quer dizer que se odeiam.
Que duas pessoas felizes, não quer dizer que se amam.
Que o mundo dá voltas e a vida é uma sequência de desafios.
Que algumas feridas saram, outras não.
Que quem vive do passado é museu.
Que quem vive o futuro, não vive... Sonha.
Que com a pessoa certa, uma vida é pouco tempo.
Que com a pessoa errada, um minuto é muito.
Que mesmo acompanhado, ainda posso estar só.
Que caráter vem do berço, não se compra.
Que amor não se exige, se dá.
Que meus amigos eventualmente vão me machucar, são humanos.
Que um ato pode mudar toda uma vida.
Que nem toda uma vida pode mudar alguns dos nossos atos.
Que o importante pra mim, não é pra outros e isso não é defeito.
Que a decência é uma prática diária.
Que humilhar é a pior das covardias.
Que a capacidade de amar, é nata. Não depende de terceiros.
Que a beleza está na alma.
Que um só dia pode ser mais importante que muitos anos... 
Que ouvir uma palavra de carinho faz bem à saúde... 
Que um gesto de amor sempre aquece o coração... 
Que se deve ser criança a vida toda... 
Que é preciso cultivar a paz interior 
E que o mais importante é que somos livres para fazermos nossas escolhas!
O valor das coisas não está no tempo em que elas duram, 
Mas na intensidade com que acontecem.
Por isso existem momentos inesquecíveis, 
Coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis 
Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, 
A gostar de quem também gosta de você. 
O segredo é não correr atrás das borboletas... 
É cuidar do jardim para que elas venham até você.
No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, 
Mas quem estava procurando por você!"